segunda-feira, 25 de abril de 2016

Sobre o nordeste brasileiro, escrevi este rascunho, algures em uma cadeira de praia:

Apaixonada por um povo com sotaque divertido e palavras amorosas, música deliciosa, ondas amenas, paisagem ímpar, sensibilidades artísticas, sorrisos ricos em alma, olhares dançantes e intuições risonhas.

By Mary :)
Poesia largada
nas ondas
de matizes coloridas,
convertidas
em pensamentos
mais ensolarados
do que o sol que batia.

By Mary ;)
Parte de mim é indecisa
a outra detesta indecisão.
Uma é poetisa,
a outra determinação.
A parte maior
é descomplicação
e a menor,
contemplação.
Uma parte é leveza,
abstração,
com traços de delicadeza.
A outra parte é crítica,
cáustica,
agressivamente política.
Uma parte é razão e controle
a outra emoção e hipérbole.
De vez em quando
juntam-se e dançam alegria,
simplificando
os males de cada dia.

By Mary ;)

domingo, 24 de abril de 2016

Águas verdes,
límpidas,
como a esperança
que trago por dentro:
profundidade 
e mistérios 
que ondeiam
e transbordam
sonhos e magia.

<3 By Mary

*Praia de Hibiscus, Maceió.
Quando tudo é poesia:
beleza extrema
concentrada,
convolada,
na miragem de um dia.

By Mary <3

domingo, 3 de abril de 2016

Poemas:
paradoxos de publicações intimistas ou da exteriorização racionalizada de emoções que não cabem no silêncio nem na publicidade de um tempo concreto.

By Mary

sexta-feira, 1 de abril de 2016

O que escrevo
sai de mim
como uma borboleta
esvoaçante
no luar de uma noite estrelada.
Como vem?
Porque vem?
Sei lá!
Talvez da energia
que em mim ondeia
ou da que me rodeia
e me faz companhia
na solidão de um pedaço do dia.
Energia intensa que não freia
o que a razão, tiranamente,  oprimia.

Maria Vaz
Irrefletido
sentido
efémero
de nuances
inabdicáveis
ou
refletido
sentido
eterno
de verdades
indecifráveis:
Insignificâncias
significantes
deambulam
e sorriem,
por aí.

Alma Salgueiro


A emoção que me esmaga
é a mesma que me afaga
nas noites sem luz
em que nada me seduz.
Revolve-me
e devolve-me,
fortalecendo a raiz
e aniquilando o infeliz
desses sentimentos
que foram pedras
idealizantes do que eras:
seleção de momentos
em folhas traídas pelo tempo.

by Mary